quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Gatos procuram lar no Faial



Estes três lindos gatinhos foram encontrados no lixo, procuram um lar que os trate com carinho. Divulguem por favor! Obrigado!

Associação Faialense dos Amigos dos Animais (AFAMA)
966422688 / 962824396


1 comentário:

  1. Aproveito este espaço para vos fazer um Apelo!

    Temos que agir em nome dos animais. As pessoas que abandonam e mal tratam os animais tem que ser civil e criminalmente punidas.

    São histórias destas que se repetem por todo o Pais e não fosse a muita gente por este Pais fora que se dedica com toda a alma, o sofrimento de muitos animais ainda seria pior.

    Animais abandonados, maus tratos e não existem leis capazes para acabar com este tipo de situações. Os nossos políticos tem sido incompetentes a todos os níveis e temos que ser nós a dizer BASTA BASTA BASTA!!!

    Pagamos impostos suficientes para que as Câmaras tenham instalações condignas para os animais e pratiquem uma política de adoptação em vez do extermínio. Isto não resolve o problema.

    Para que isto não aconteça, e os criminosos fiquem impunes, apelo a que assinem e divulguem as 4 petições que estão on-line.

    1. Petição Pela abolição das touradas e de todos os espectáculos com touros‏ http://peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=010BASTA

    2. Petição Alteração do estatuto jurídico dos animais no Código Civil http://peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2010N2409

    3. Petição Abolição das touradas na programação da RTP http://peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2010N2877

    4. Petição contra a utilização de animais em experimentação científica em Portugal‏‏‏‏‏ http://www.petitiononline.com/pob2010/petition.html

    Isto é uma vergonha para Portugal.

    Por favor assinem e divulguem e nos ajude a acabar com esta barbaridade.

    Podemos fazer história e um passo em frente em termos civilizacionais em Portugal. Temos que acabar com estes actos vergonhosos de tortura a animais indefesos. Todos juntos vamos vencer a ter um Portugal com gente mais humana e sensível.

    Obrigada

    Isabel Oliveira

    ResponderEliminar